Desenho de uma menina com chapéu de formatura abraçada um cavalo também com chapéu de formatura.

Quem pode ser Equoterapeuta?

 

Desenho de uma menina com chapéu de formatura abraçada um cavalo também com chapéu de formatura.
Profissional Equoterapeuta

Olhar uma sessão de Equoterapia encanta os olhos e dá a impressão equívoca de que qualquer pessoa pode aplicá-la. Muitos pensam que basta colocar o praticante em cima de um cavalo velho e sair andando, mas não é bem assim.

Como disse, é equívoca porque não é tão simples, é preciso formação universitária nas áreas de saúde ou humanas, além do curso de Equoterapia reconhecido pela ANDE-BRASIL, exceto para o nosso amigo cavalo (risos).

Na Associação de Equoterapia em Brasília, são oferecidos o curso Básico em Equoterapia, Avançado em Equoterapia, Aprimoramento em Equoterapia, Equitação para Equoterapia e Especialização em Equoterapia.

O único curso que não exige graduação é o de Equitação para Equoterapia, no entanto, é preciso habilidade no manejo e montaria do cavalo nos três passos. A especialização, apesar de oferecer um conhecimento sólido na área, não é uma exigência para ser equoterapeuta (pelo menos por enquanto).

Os equoterapeutas podem ter a formação em diferentes áreas, como Medicina, Fisioterapia, Psicologia, Educação Física, Terapia Ocupacional, Pedagogia, Fonoaudiologia, além do equitador, que muito embora não precise de uma graduação, precisa do curso de formação da ANDE Brasil.

A formação profissional  e o preparo específico na técnica é importante na Equoterapia, principalmente porque na sessão o cavalo é o terapeuta indispensável e, apesar do carinho que temos por ele, não podemos nos esquecer que ele é um animal irracional.

Para finalizar, vou lembrar que o equoterapeuta precisa saber trabalhar em equipe e nunca parar de estudar.