Amplitude do passo e estímulos sensoriais.

A Amplitude do Passo e o Estímulo dos Sistemas Sensoriais

Quando está montado, o indivíduo está exposto aos movimentos do cavalo, recebendo estímulos neuromotores transmitidos pelo dorso do animal.

Estes estímulos requerem ajustes musculares do tronco do homem, tendo como objetivo o controle da atividade muscular e manutenção do alinhamento postural mais adequado.

Na Equoterapia, a variabilidade dos exercícios terapêuticos inclui não só as mudanças posturais do praticante, como também variação da velocidade do passo do cavalo. Continuar lendo A Amplitude do Passo e o Estímulo dos Sistemas Sensoriais

Amplitude e frequência do passo do cavalo.

Amplitude e Frequência do Passo do Cavalo

O passo, por suas características é a andadura básica usada na Equoterapia. É o deslocamento dos membros do cavalo e, a frequência, está em função do comprimento do passo e da velocidade da andadura.

Analisando o deslocamento de um cavalo passo a passo, ao final do primeiro minuto, será possível obter quantas passadas foram realizadas, que podem variar de 48 a 70. O cavalo é considerado de frequência baixa se sua média de passadas for igual ou inferior a 56 passos por minuto. E alta, se for superior a 56 passos por minuto.  Continuar lendo Amplitude e Frequência do Passo do Cavalo

A marcha humana e a marcha do cavalo.

PARALELISMO ENTRE A MARCHA DO HOMEM E A DO CAVALO

De acordo com Santos (2005), o deambular do cavalo é o mais próximo do caminhar humano, tendo somente 5% de diferença. O movimento rítmico e tridimensional do cavalo, ao caminhar, se desloca para frente, para trás, para os lados, para cima e para baixo, podendo ser comparado com a ação da pelve humana ao andar.

Quando em andadura ao passo, a marcha do cavalo se assemelha a do ser humano tanto em deslocamentos relacionados à distância e graus de inclinação, quanto em termos de fases executadas durante a marcha. Continuar lendo PARALELISMO ENTRE A MARCHA DO HOMEM E A DO CAVALO